Microsoft Accounting 2007 – Teste

O programa usa como motor de base de dados o Sql Server Express edition que também é gratuito.
A instalação (em windows XP) é fácil e intuitiva, a apresentação do programa é excelente… em particular o workflow… se por exemplo queremos passar uma factura existe uma especie de fluxograma com os varios passos para chegar lá…
Em meia duzia de passos temos uma loja on-line que aceita pagamentos com paypal…
Tudo muito bonito e funcional… excepto que o programa só está disponivel em ingles e só não se pode escolher o pais o accounting 2007 assume sempre que estamos nos Estados Unidos e quando apresenta algum dialogo a solicitar morada so aparece disponivel “United States of America”, o que invalida o uso do programa noutros paises, isto se quisermos usar o programa para criar documentos legais como facturas, que seriam invalidas visto a morada apresentada ser diferente da morada verdadeira.
Continuar a ler Microsoft Accounting 2007 – Teste

www.microsoft.com site mais visitado em dezembro…

o site da microsoft foi o site mais visitado no mes de dezembro de 2006 a frente do google e yahoo… li isto no diario digital http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=18&id_news=261097… acho que uma explicação lógica será que os utilizadores não sabem mudar a homepage no internet explorer, que quer queiram quer não é o browser que domina a internet… embora não respeite alguns standards quando se controi um site tem que ter sempre em atenção a w3.org e o internet explorer…. muito sinceramente eu até gosto dele… o firefox é muito bom e respeita as normas da w3 e tem muita coisa boa, creio que a maior perda do firefox se deve ao facto de na maior parte das vezes quando se discute sobre browsers os intervenientes são pseudo-informaticos que dizem que o browser é bom porque no blog não sei de quem diz que a build 99987 é muito boa, opinião corroborada por meia duzia de gajos que pensam que percebem de internet, que quando lida por leigos leva a conclusoes erradas…

windows vista activação….

Não é preciso andar a fazer nada de ilegal para obter qualquer das versões do windows vista a funcionar sem limitações durante 120 dias (4 meses)…
No windows vista existe a possibilidade de instalar qualquer uma das versões sem ter a chave ficando com um periodo de 30 dias para introduzir uma chave válida para a versão que escolhemos… no entanto e sem qualquer genero de ilicitude podemos perto do fim desses 30 executar um comando que nos vai dar mais 30 dias de windows vista sem chave e sem ancargos…. é possivel fazer isto 3 vezes logo os 30 dias iniciais mais estes 90 dias faz 4 meses de qualquer versão do Vista completamente de borla… este é o chamado periodo de “cortesia” que serve para ajudar os utilizadores a escolherem a versão mais adequada aos seus objectivos na utilização do vista….
Para prolongar o periodo de “cortesia” só temos de escrever numa linha de comando
slmgr -rearm…..
Ainda não tive oportunidade de experimentar isto, mas quem me enviou por mail garantiu que funciona pelo menos nas versões que foram colocadas à venda nos Estados Unidos….

linux chega ao parlamento…

a partir de Junho de 2007 todos os computadores dos membros parlamentares franceses vão ter instalado Linux e software Open-Source, nomeadadamente OpenOffice.org, Firefox e um leitor de e-mail open-source…

Imaginem isto aplicado a função publica portuguesa, seriam poupados milhoes de euros em licenciamentos de software. Numa altura em se fala tanto em apertar o cinto podiam começar por procurar buracos, e creio aqui estar um e bem grande… não sei quantos pc’s pertencem à função publica mas devem ser uns milhares, agora multiplica-se esse numero em licenças de sistemas operativos soma-se o mesmo numero de antivirus soma-se office’s em todos os pc’s soma-se os programas de m**** feitos à medida por milhoes de euros (ie. Software de colocação de professores e afins…)…talvez o resultado seja demasiado grande para se fazer numa calculadora convencional… mas isso ninguem ve…!!! se o estado portugues optasse por soluções como o linux talvez houvesse dinheiro para reformas e para o ensino… já para não falar nos equipamentos que são comprados para as intituições publicas que tem que ser sempre de marca, que são sempre muito mais caros do que linha branca, e creio que a fiabilidade é a mesma já para não falar na facilidade de manutenção….

mas enfim são eles que mandam, resta-nos andar toda a vida a fazer descontos para esses senhores andarem a 220 Km na autoestrada e esbanjarem à toa….

 já para não falar na tanga que são os concursos publicos… quem ganha são sempre os mesmos… que por acaso até conhecem alguem influente ou se não conhecem apresentam-lhe um rendimento extra… para na ultima hora do concurso comunicar a melhor oferta para eles descerem euro e ganharem a proposta sem ser levada em conta a qualidade do material adjudicado…