Windows 7 como Instalar o IIS (O Servidor Web Da Microsoft)

IIS (Internet Information System) é o servidor web da Microsoft. O IIS é o segundo Servidor Web mais usado, a seguir ao sobejamente conhecido Apache (Fonte: NetCraft).

O nome do servidor web IIS foi traduzido para Português como “Serviços de Informação Internet”, sendo que a usar o acrónimo em Português seria SII, prefiro usar o Inglês que é o mais generalizado.

A versão que vem no DVD do Windows 7 é a versão 7.5, já agora aproveito para deixar uma lista das versões do IIS:

IIS 1.0, Windows NT 3.51
IIS 2.0, Windows NT 4.0
IIS 3.0, Windows NT 4.0 Service Pack 3
IIS 4.0, Windows NT 4.0 Option Pack
IIS 5.0, Windows 2000
IIS 5.1, Windows XP Professional, Windows XP Media Center Edition
IIS 6.0, Windows Server 2003 and Windows XP Professional x64 Edition
IIS 7.0, Windows Server 2008 e Windows Vista (Home Premium, Business, Enterprise, Ultimate Editions)
IIS 7.5, Windows Server 2008 R2 e Windows 7

 

Instalar o IIS é um processo extremamente simples no Windows 7 á semelhança do que era nas edições do Windows anteriores.

Para instalar o IIS basta ir ao “Painel de Controlo”, clicar em “Activar ou desactivar Funcionalidades do Windows” (necessita de privilégios administrativos), depois na lista que aparece navegar até “Serviços World Wide Web” e seleccionar na checkbox, por defeito são marcados os componentes básicos ao funcionamento do IIS que na maioria dos casos é o suficiente, no entanto devem também seleccionar a “Consola de Gestão Web” que está em “Ferramentas de Gestão Web” de forma a ter uma interface gráfica para “mexer” nas configurações do IIS.

Por defeito não fica marcada a opção para suporte de ASP.net se for necessário, basta navegar até “Funcionalidades de Desenvolvimento de Aplicações” e activar o suporte.

 

IIS 7.5 Windows 7

Ao fazer OK neste diálogo será instalado o IIS, esta operação demorará alguns momentos, se quiserem aproveitar para instalar um Servidor FTP, na vossa máquina basta no diálogo que falei em cima seleccionar também a opção “Servidor de FTP”.

Após concluido o processo de instalação podemos navegar até ao nosso site local que fica imediatamente disponivel, para isso basta escrever o url no browser (http://localhost) deverá aparecer uma pagina com a imagem do IIS.

IIS Primeira Página  E já está!

Para modificar as configurações do IIS, basta ir ao “Painel de Controlo”, seleccionar “Sistema e Segurança” ““> “Ferramentas Administrativas” e abrir “Gestor de Serviços de Informação Internet (IIS)”, aqui têm todas as opções do IIS que acabaram de instalar.

NOTA: No Windows 10 o processo para instalar o IIS é exactamente o mesmo, tornando o Windows 10 num servidor WEB.

 

Bing Short URL Service

Depois de o Google, o Facebook e mais um sem fim numero de empresas terem lançado serviços de “encurtamento” de URL”™s, a Microsoft também criou o seu serviço.

Ainda não está disponivel para utilização pelos utilizadores, mas já está ser usado pela Microsoft, por exemplo no Twitter, o dominio escolhido é o binged.it, não faço ideia de este serviço alguma vez será disponibilizado ao publico. Mas está bem pensado “temos o dominio bing.com e para encurtar url”™s vamos usar o binged.it que é muito mais curto, e vamos acabar com esse “encurtadores” de  2 ou  3 letras, porque temos os url”™s curtos mais compridos do mundo!!”.

Recuperar Password Windows

Já em tempos tinha aqui apontado aqui um programa para recuperar passwords de utilizador do Windows, e já na altura me tinham apontado o software que vou falar a seguir.

O programa chama-se “Offline NT Password & Registry Editor, Bootdisk / CD” e basicamente o que permite é fazer reset á password de qualquer utilizador do Windows. Permiite também editar o Registry.

O facto de ter trazido este programa de novo “á baila” é terem anunciado que o mesmo suporta Windows 7 e talvez Windows 2008 Server.

Citando o site do programa:

Tested on: NT 3.51, NT 4 (all versions and SPs), Windows 2000 (all versions & SPs), Windows XP (all versions, also SP2 and SP3), Windows Server 2003 (all SPs), Vindows Vista 32 and 64 bit (SP1 also), Window 7 (all variants). Some say also Windows Server 2008 is OK.

Link para “Offline NT Password & Registry Editor, Bootdisk / CD”.

Moonlight – SilverLight no Linux

A tecnologia SilverLight da Microsoft, concorrente do Adobe Flash tem agora suporte no Linux, através de um projecto dos criadores do Mono.

Página do Projecto

Creio que este é um passa importante para o crescimento desta plataforma de desenvolvimento, já li muitas comparações entre as duas plataformas, e pelo que vi a plataforma da Microsoft já tem muitos adeptos, e o grande impedimento para uma maior massificação era o facto de as aplicações feitas em SilverLight correrem apenas em Windows, já mexi por curiosidade no SilverLight e o que me encantou em relação ao Flash foi a simplicidade do IDE (Microsoft Expression) e a facilidade de como na primeira utilização consegui logo utilizar código e perceber a arquitectura de uma aplicação em SilverLight, já instalei em tempos um trial do Adobe Flash CS?? e não consegui fazer nada com aquilo, talvez isto se deva ao uso intensivo que tenho das ferramentas Microsoft, mas contudo gostei mais do SilverLight do que o Flash.

Claro que a opinião dos profissionais da área pode divergir da minha, já vi projectos em flash simplesmente excepcionais, mas também já vi desenhar a Mona Lisa no Paint, pelo que creio o que conta não é a ferramenta e a plataforma mas, mais do que tudo, o talento.

Já agora deixo aqui o link para um projecto OpenSource em SilverLight que me fascinou, queria colocar o link para a página do projecto no CodePlex mas:CodePlex Manutenção

Descompilar código .net (.net Refletor)

screenshot_full_screen

Uma das coisas que sempre me assustou no .net é a facilidade com que se consegue chegar ao código original de um executável ou libraria baseada na framework.

Existe uma serie de ferramentas que permitem de uma forma fácil, rápida e simples ver o código de uma aplicação .net.

Dessas ferramentas destaco uma que creio ser a mais popular que é o .NET Reflector da Redgate, para aceder ao código de uma aplicação basta clicar no botão browse e seleccionar a assembly que queremos ver o código e com o botão direito fazer disassemble. Claro que não incentivo ninguém a andar a esmiuçar o código de aplicações de terceiros. Eu uso frequentemente esta ferramenta para estudar o código das librarias da própia framework e ver como é que os senhores da Microsoft implementam certas funcionalidades e obter algumas luzes das melhores práticas a vários niveis na programação em “cima” da framework.