Componentes e controlos .net Framework

Syncfusion

Escolher componentes e controlos para uma aplicação não é tarefa fácil… temos que que ter em conta as funcionalidades que acrescentam à nossa aplicação, o “peso” que os componentes ou controlos terão no desempenho da aplicação, e o tempo que pouparão ao desenvolvimento.

Outro factor é o preço dos próprios componentes e controlos, se for para usar num ou mais projectos grandes a serem comercializados facilmente se dilui o preço de aquisição no preço de venda… se for para uma aplicação desenvolvida por uma pequena empresa ou por um freelancer para uso próprio a maioria dos “pacotes” de componentes têm preços que não compensam o custo, e limitamos-nos a usar o standard.

Em pensar nos freelancers e nas pequenas empresas, e também inspirada na Miscrosoft que nos “deu” a versão community do Visual Studio, uma empresa chamada Syncfusion criou uma versão “community” do seu pacote de componentes e controlos, esta versão gratuita (com valor comercial de quase 10 000€)  destina-se a programadores individuais ou equipas até 5 utilizadores que facturem por ano menos de $ 1 000 000 (USD).

Na versão gratuita do “ESSENTIAL STUDIO 2015 VOLUME 4” estão incluídos todos os componentes e controlos das versões pagas que enumero abaixo (esta lista está incompleta para a lista completa ver o site da Syncfusion)

WEB

  • ASP.NET MVC
  • ASP.NET Web Forms
  • JavaScript
  • LightSwitch
  • Silverlight

MOBILE

  • iOS
  • Android
  • Windows Phone
  • WinRT
  • Xamarin
  • JavaScript
  • Orubase
  • UWP

DESKTOP

  • Windows Forms
  • WPF
  • UWP

FILE FORMATS

  • Excel

  • PDF

  • Word

  • PowerPoint

Para saber mais sobre a licença gratuita basta ir ao site http://www.syncfusion.com/products/communitylicense.

 

Como não trabalho (para já!!) com Android ou IOS, não posso opinar quanto à qualidade dos componentes para estas plataformas, posso apenas comentar os componentes de Windows, para já os componentes que usei (da versão gratuita) foram apenas os destinados a WPF, e são de facto fáceis de usar e trazem um grande valor acrescentado à aplicação. Por exemplo se usar-mos a datagrid standard do .net teremos algo muito estático… ao usar a datagrid da SyncFusion temos filtros (como os do Excel), agrupamentos por colunas, etc… e o código a mais é praticamente nulo. O “menu” Ribbon (não existe equivalente na framework) também é muito simples de usar e modificar e deixa as nossas apps com um visual a que os utilizadores já se habituaram.

Sem dúvida algo a experimentar e usar…

PS. Este post não é patrocinado, é mais uma especie de agradecimento à empresa SyncFusion pelo excelente produto… e pela sua versão community, que tenho usado nos projectos pessoais.

Group Policy Não Instala Software Gerido

Numa instalação de Active Directory com várias Politicas de Grupo configuradas, tudo funcionava excepto a instalação de software, isto é todas as configurações que alterava em cada politica no próximo reboot ou no próximo “gpupdate /force” entravam em vigor excepto a instalação de software gerido, o que me levou a crer que não era erro de configuração é que isto não acontecia em todos os computadores do dominio.

Depois de pesquisar todas as combinações possiveis  do erro em Inglês e em Português no Google não conseguia achar a solução, comecei então a ler os logs das politicas de grupo dos computadores em que verifiquei o problema, e o sintoma era comum nenhum encontra o controlador principal do dominio no arranque, no log em todos tinha o mesmo erro (está a bold):

USERENV(2c4.688) 12:58:22:109 ProcessGPOs: Forced option changed policy mode.
USERENV(2c4.634) 12:58:23:593 ProcessGPOs: Forced option changed policy mode.
USERENV(2c4.664) 12:58:23:718 PolicyChangedThread: UpdateUser failed with 6.
USERENV(2c4.2c8) 12:59:21:640 CUserProfile::CleanupUserProfile: Ref Count is not 0
USERENV(2c4.2c8) 12:59:21:656 CUserProfile::CleanupUserProfile: Ref Count is not 0
USERENV(2c4.2c8) 12:59:21:656 CUserProfile::CleanupUserProfile: Ref Count is not 0
USERENV(2c4.600) 12:59:23:812 ProcessGPOs: The DC for domain REMOVIONOMEDODOMINIO is not available at startup. retrying
USERENV(2c4.600) 12:59:44:031 ProcessGPOs: DC for domain REMOVIONOMEDODOMINIO is reachable after retries.
USERENV(2c4.600) 13:05:20:265 ProcessGPOs: Extension Instalação de software ProcessGroupPolicy failed, status 0x643.
USERENV(2c4.1a8) 14:31:58:924 PolicyChangedThread: UpdateUser failed with 0.
USERENV(2c4.f3c) 14:41:06:558 PolicyChangedThread: UpdateUser failed with 6.
USERENV(2c4.f80) 14:42:15:814 PolicyChangedThread: UpdateUser failed with 0.

Depois de vários testes a causa deste problema está no carregamento da rede, que não sei se será dos drivers ou das placas de rede demoram mais a ficar disponiveis no sistema e na altura que o sistema vai procurar o PDC, não o encontra!!

Solução: Alterar o tempo que o Windows (cliente) demora até concluir que não encontra o DC, por outras palavras mudar o timeout, para isso basta criar a seguinte chave no registry:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon\GpNetworkStartTimeoutPolicyValue

do tipo DWORD e com valor decimal de 30, caso o problema persista deve-se aumentar o valor até o mesmo estar resolvido.

Selecção de Browser no Windows

E ai está o ecrã de selecção do Browser do Windows para a comunidade europeia

http://www.browserchoice.eu/

Pessoalmente discordo terem obrigado a Microsoft a fazer isto, imaginemos que era uma marca de carros a ter uma posição dominante no mercado, poderia a Comunidade Europeia obrigar essa marca a deixar o cliente seleccionar a marca dos travões?? Só porque existem mais marcas de travões, e a marca predominante usa os seus???

Outra analogia á estupidez desta imposição seria obrigar o MacDonald”™s deixar o cliente escolher entre Coca Cola ou Pepsi, uma vez que a Pepsi se pode sentir lesada porque alguém que detem uma fatia grande do mercado não comercializa os seus produtos? Decerto os donos da Pepsi não tem amigos e ou familiares na Comissão Europeia, pois se tivessem ou se “untassem” os bolsos certos teriamos uma lei parecida.

Para esta imposição ter um minimo de justiça deveriam obrigar os clientes da Apple e de Linux a seleccionar o Browser!!!

Ou será que isto é só uma forma de justificar as multas que a Microsoft paga, por vender um produto que por sinal, tem 90% de mercado??

Em que outro segmento de mercado é que já se viu algo semelhante? Isto é um exemplo, para qualquer empresa que crie um produto e tenha sorte de ganhar relevancia no mercado, tenha medo e não se crie bons produtos, para não estar sujeito a multas e regras puramente estupidas??

Não estou a defender a Microsoft, mas se conseguiu ganhar uma posição dominante de mercado, vamos tira-la só porque sim??

PhotoShop versus Microsoft Excel

Como eu costumo dizer o que conta não é a ferramenta mas sim a habilidade.

Como utilizador frequente de excel, isto nunca me tinha ocorrido, mas vou tentar!!!!!

Video Desenhar no Microsoft Excel

Windows IIS – Um método mais fácil

Enquanto procurava na internet uma forma de configurar o IIS 7.5 para suportar php, encontrei um site que já tinha falado aqui, onde existe um método simples de instalar o IIS e configurar o suporte para PHP, o método simplificado é fornecido por uma ferramenta da Microsoft que se chama Microsoft Web Plataform (referencia anterior).

Para instalar o IIS com esta ferramenta basta fazer download do software, abrir e seleccionar o que queremos instalar, é feita uma verificação dos pré-requisitos e caso estejam ok, a instalação prossegue.

Para activar o suporte a PHP, basta no dialogo inicial seleccionar a opção respectiva.