A nova ferramenta de validação do Windows já foi contornada (Windows Genuine Advantage)

Após o lançamento do ultimo update da Microsoft à Ferramenta de validação do Windows Genuino (Windows Genuine Advantage (WGA) Validation Tool), os utilizadores de Windows não genuinos ficaram impossibilitados de fazerem updates (não pagas não usas 😉 ). Não foi necessário muito tempo até alguém ter disponibilizado ao público a forma de contornar essa situação.

1- Abrir o Windows Update

2- Quando aparecer o quadro em que tem que escolher “rapida” ou “personilizada” ir ao menu “Ferramentas”–> “opções de internet” –> “segurança” e colocar o nivel de segurança da zona Internet em “Alta” e clicar em OK

3- No Windows Update escolher uma das opções. Vai aparecer no topo do Internet Explorer um aviso a dizer que um controlo Activex foi bloqueado.

4- Serão mostrados agora os updates como de uma versão original se tratasse.

5- Repor as definições de segurança conforme estavam anteriormente.

6- Instalar os updates “normalmente”

Este artigo não pretende incentivar a pirataria nem mostrar como se ultrapassa uma regra imposta pela Microsoft. E preparem-se que no Windows Vista as validações dos produtos será mais rigorosa…

Se quando compraram o computador este já vinha com o sistema operativo e o mesmo é pirata a Microsoft dá a oportunidade a quem foi ENGANADO de adquirir o mesmo produto a um custo inferior ao custo de mercado (LINK). Tem mesmo a possibilidade de adquirir o sistema operativo GRATUITAMENTE, basta que sigam as instruções quando aparecer a mensagem a dizer que o Windows que estão a usar não é genuino.

Aposto que não gostavam de trabalhar de borla, os outros também não. Com uma versão genuina do windows tem acesso a ferramentas e ajudas que nem sonham que existem, deem uma vista de olhos no site da Microsoft e vejam o que oferecem a quem usa Windows genuino. Para quem não quer pagar podem sempre optar por sistemas livres os tão conhecidos *nix existem para todos os gostos e necessidades (http://www.linux.org/). Neste momento é tão ou mais facil instalar um linux para desktop que um Windows já para não mencionar na segurança e estabilidade do Linux, mas isso é outra história, mas teem de começar a pensar porque ainda este ano estará ai o windows Vista, e a pirataria pode estar perto de dias muito dificeis…

Â

Free Hosting no Google

Desta vez foi o Google a seguir as ideias da Microsoft e Yahoo!!
O Google lançou agora um serviço ainda em fase Beta de alojamento gratuito de páginas web.
O serviço para já está limitado aos utilizadores do GMAIL.
Cada site terá um sub-dominio com o formato http://jantoniofcampos.googlepages.com e o utilizador pode optar entre 40 designs diferentes para o seu site.
O Google já tem provas mais do que dadas nas andanças do Free Hosting e é exemplo disso o bloger. Cada utilizador dispoe de 100 MB de alojamento 🙂

Embora só suporte páginas estáticas, pode estar a começar o fim de alguns serviços pagos de hosting.

Não sei bem porquê nestas “Guerrinhas” entre Microsoft, Google e neste caso também Go Dady e Yahoo quem fica a ganhar (??) somos nós continuem a fazer guerra que eu estou aqui, e já agora se lançarem algum serviço que queiram pagar aos utilizadores para o usarem mailem-me…
Mais informações e inscrições podem ser feitas neste endereço
http://pages.google.com/

Primeiro contacto Internet explorer 7 beta

Aquando da instalação do Internet Explorer 7 beta é feita a validação para confirmar se o Windows onde está a ser instalado é genuino, ou seja os não genuinos vão ter que ir à volta, não sei bem por onde, isto é também sinonimo de que a Microsoft está a apertar o cerco à pirataria. Mas nem tudo são más noticias para os não genuinos, correm rumores de que uma das 8 versões do Windows Vista será totalmente Free, falta apenas confirmar as limitações do mesmo.

Voltando ao Internet Explorer 7, após o processo de validação estar concluido, continuamos a ter que reiniciar o computador :(. Quando se abre pela primeira vez este browser, os utilizadores do Mozilla terão um “dejá vu”, tenho a impressão que na Microsoft o pessoal não gosta muito de spywares e está a usar o Mozilla, e após longas horas de uso, e do conforto de navegação proporcionado pelo mesmo dicidiram tentar tentar uma coisa igual. Não encontrei nada neste browser que pudesse dizer “UAAAUUU!!”, limitaram-se a seguir os concorrentes, quem sabe pelo continuo crescimento dos utilizadores de outros browsers. Embora em relação à concorrencia não haja avanços, em relação há versão anterior há alguns como por exemplo um leitor integrado de RSS, uma caixa de procura embutida no menu, navegação por tabs, um filtro contra phishing. Ou seja só novidades (para os utilizadores do lynx)!!!

A nivel de segurança interna e compatibilidade com as normas a w3.org isso ainda não tive tempo para “mexer”… mas quem sabe, podem vir dai muitas supresas falta saber se boas ou más…

Nota: Isto é só a minha opinião não se deixem influenciar por ela, experimentem apanhem uns spywares e digam qualquer coisa…

Microsoft Windows Defender (Beta) já está disponivel para download

Windows Defender (Beta 2) is a free program that helps protect your computer against pop-ups, slow performance, and security threats caused by spyware and other unwanted software. It features Real-Time Protection, a monitoring system that recommends actions against spyware when it’s detected, and a new streamlined interface that minimizes interruptions and helps you stay productive. (Cópia parcial do texto presente no site da Microsoft)

Disponivel neste Link http://www.microsoft.com/athome/security/spyware/software/default.mspx

Â

Como complemento a Microsoft disponibliza também um scan online em http://safety.live.com/site/en-US/default.htm

Windows Live Safety Center is a new, free service designed to help ensure the health of your PC.
Â
  • Check for and remove viruses
  • Learn about threats
  • Improve your PC’s performance
  • Get rid of junk on your hard disk
Use the full service scan to check everything, or turn to the scanners and information in the service centers to meet your specific needs.

Â

smb.conf para um servidor de dominio primário em Linux

Isto é global do ficheiro /etc/smb.confÂ

[global]
 log file = /var/log/samba/log.%I
 load printers = yes
 socket options = TCP_NODELAY SO_RCVBUF=8192 SO_SNDBUF=8192
 domain master = yes
 encrypt passwords = yes
 hosts allow = 192.168.1. 127.
 passdb backend = tdbsam
 wins proxy = yes
 wins support = true
 dns proxy = yes
 netbios name = server
 server string = Dominio_PDC
 printing = cups
 logon script = logon.bat
 smb passwd file = /etc/smbpasswdÂ
 passwd program = /etc/passwd %u
 unix password sync = yes
 local master = yes
#As linhas abaixo servem para usar os perfis armazenados no servidor quando uma maquina em windows se autentica no dominio(o que vai ficar nesta pasta é o conteudo da pasta documents and settings para cada utilizador) , para que funcione implica que haja uma partilha chamada profiles e que todos possam ler e escrever, talvez aqui seja lugar para um chmod 777

logon home = file://%L/%U/.profiles
 logon path = file://%L/profiles/%U
 workgroup = nortrest
 os level = 32
 security = user
 max log size = 50
 domain logons = yes

Â

Para adicionar utilizadores ao dominio samba é necessário que esses utilizadores existam no sistema, por exemplo para adicionar o utilizador exemplo ao dominio (pressumindo que já existe no linux) é só escrever smbpasswd -a exemplo. É necessário adicionar as nossas máquinas de confiança, ou seja as máquinas que se podem juntar ao dominio para isso eu costumo fazer assim

useradd -s /bin/false -d /dev/null NomeComputador\$Â Â Â

smbpasswd -a -m NomeComputador

o \$ tem mesmo que estar lá

Se existir algum erro neste pseudo manual, enviem-me a correção ou sugestão…

😉