Acelerar o sistema…

Independentemente do sistema Operativo que estamos a usar achamos que o computador está sempre lento (falo por mim!!), um dos truques que uso à algum tempo e que vou partilhar agora é multi-plataforma usuou-o tanto em Linux como em Windows!!

E consiste em desactivar vários serviços que nem sempre que ligo o computador os uso…

Em Linux basta desactivar serviços que não usamos em todos os Run Levels e criar um script que os inicie quando for necessário…

Em Windows através do gestor de Serviços desactivar os serviços que não usamos e criar um .bat que os arranque quando for necessário…

Exemplo Linux:
Imaginemos que temos um servidor web de testes, mas a finalidade desse computador não é exclusivamente essa, e decerto nem 50 % das vezes que ligamos o computador usamos o dito… dependendo da distro do Linux existem formas diferentes de alterar o arranque dos serviços a partir de que Run Level é que estes estão disponiveis por exemplo no Trustix é com o comando chkconfig que listamos e configuramos o arranque dos serviços, já no Ubuntu podemos usar o rcconf

sudo apt-get install rcconf
sudo rcconf
sudo NomeServiço RunLevelQueArranca
por exemplo para o apache não arrancar seria:
sudo apache2 0

Ou editando o /etc/initab (prefiro!)

Depois de desactivar o arranque dos serviços para que estes não arranquem e no caso do servidor web com Mysql seria:

/etc/init.d/apache2 start
/etc/init.d/mysql start

Esta parte já é mais parecida em todas as Distros, o que ganhamos com isto: uns segundos no arranque e um sistema mais leve.

Exemplo Windows:
Vou usar na mesma o exemplo do servidor Web também com Mysql, botão direito em “O meu Computador” –> Gerir –> Serviços e alteramos o tipo de arranque dos serviços pretendidos para manual no caso do servidor web são o MySQL5 (No caso do Mysql5 com o nome default) e W3SVC (IIS) com certeza que mais serviços que são usados esporadicamente e são estes que devemos desactivar…
Depois de o arranque estar manual é termos o sistema mais leve no próximo reinicio para facilitar criamos um ficheiro .bat por exemplo ArranqueServidorWeb.bat com o conteúdo:

net start MySql5
net start W3SVC

Quando for necessário usar estes serviços basta executar o ArranqueServidorWeb.bat e temos os serviços relacionados alive and Kicking…

Uma sugestão em ambos os sistemas é ter um directório com os vários Scripts de arranque dos serviços com nomes elucidativos para quando for necessário usá-los não ser necessário perder tempo a ver o que cada um faz.

No exemplo usei apenas Apache e o Apache ou IIS mas podem ter mais serviços relacionados com o Servidor Web podem ter mais Servidores de base de dados, o Bind, servidor de FTP, etc etc… dependo da situação antes de fazer isto convém fazer um rastreio aos serviços relacionados para não impedir o funcionamento correcto do Sistema Operativo e aumentar a performance do mesmo….

😉

Upgrade Ubuntu kernel…

É muito fácil fazer upgrade ao Kernel no ubuntu feisty fawn vou explicar como se faz upgrade de uma forma fácil e sem receber um “Kernel Panic”, testei isto num pc que uso pouco e funcionou…
Primeiro convém saber a versão do Kernel que estamos a usar para isso na consola escreve-mos uname -r

A versão para a qual fiz upgrade é a versão que vem incluida no “ubuntu gutsy gibbon” que é a 2.6.22-9-generic enquanto a que está no ubuntu feisty fawn é (ou pelo menos no meu era) a 2.6.20-16-generic…

Primeiro temos que adicionar no source.list o repositório do Gutsy Gibson a forma mais fácil é navegar no Navegador de ficheiros até Ã pasta “/etc/apt/” e clicar duas vezes no sources.list vai aparecer um interface onde podemos adicionar o repositório e em “Aplicações de Terceiros” fazemos “Add…” e escrevemos “deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsy main restricted”…
Agora é só fazer update do sources list com o comando “sudo apt-get update” e escrever na consola
sudo apt-get install linux-backports-modules-2.6.22-9-generic linux-headers-2.6.22-9 linux-headers-2.6.22-9-generic linux-image-2.6.22-9-generic linux-restricted-modules-2.6.22-9-generic linux-ubuntu-modules-2.6.22-9-generic

Quando terminar (demora uns minutos dependendo da máquina) retiramos o repositorio do sources.list com os mesmos passos que fizemos para adicionar mas agora fazemos “Remove”….

Reiniciamos o pc e fazemos outra vez “uname -r” se o output for “2.6.22-9-generic” o upgrade ao kernel está concluido!!!

Estou a ver as opções do novo Kernel a tentar por isto mais rápido se descobrir alguma coisa partilho…. 😉