SAFT-PT tanga ou burla???

Fui agora ao site do oficial do SAFT procurar umas informações que necessito, e qual não é o meu espanto quando olho para o rodapé e vejo “Powered by Sage”.

Ora se Sage é uma empresa que comercializa um ERP, porque é que dita as regras para auditorias do estado?? Pelo que sei a Sage foi a unica software house a pronunciar-se na elaboração do SAFT, já não digo envolver todas as software houses mas pelo menos nomes como a Primavera e PHC deviam ser ouvidos uma vez que tem uma fatia grande do mercado.

Se eu tenho um produto e se me pedem para ditar as regras para auditorias do estado é obvio que vou fazer fazer as regras de forma a favorecer o meu produto, logo tenho uma posição priveligiada perante a concorrencia, onde está a autoridade que regula a concorrencia nestas alturas??? Já na altura que se começou a falar em SAFT tinha ouvido algo do genero mas nunca imaginei que o cumulo fosse o que presenciei.

E ainda na pagina do SAFT existe um software para analisar os ficheiros produzidos pelos sistemas informaticos, e quem fez o software ??? a Sage!!!

Alem do rodape que diz powered by … existe uma publicidade á SAGE que quando activa ocupa meia pagina.

Nada impede que uma software house produza software para o estado, mas dai a ditar regras e standards vai um longo caminho, e outros valores se levantam.

Sei que já é um bocado de teoria da conspiração a mais, mas o e-mail de contacto presente na pagina que comercializa o software que valida o SAFT é o mesmo e-mail que aparece como contacto no site do SAFT, leva-me a pensar que quem faz o controlo é uma empresa que de imparcial não pode ter nada. 

Por toda esta conspiração concluo que quem tem SAGE está legal quem não tem terá problemas, a minha sugestão é a imigração!!!!

Ora alguem que esteja a ver isto “com olhos de ver” o que pensa?

26 comentários em “SAFT-PT tanga ou burla???”

  1. Olá Mauricio, obrigado pelo exemplo do header na 2ª. linha 401 19860902
    o que é o 401 e o que é 19860902, eu estou colocando CRC do Porto 99999 e dá-me erro.
    Abraços,
    Serio

  2. Mauricio este é o erro que dá no validador :
    Erro:O elemento ‘urn:OECD:StandardAuditFile-Tax:PT_1.01_01:CompanyID’ é inválido. O valor ‘401 40642’ é inválido de acordo com o respectivo tipo de dados ‘String’ – A restrição Pattern falhou. Linha: 5 Posição: 28.
    o meu email é [email protected]
    Obrigado,
    Sergio

  3. Mauricio el campo “UnitOfMeasure” unidad de medida que valores puede llevar. Dame un ejemplo.

  4. Será que vale a pena reflectir sobre o uso do XML como formato ?

    …é que, numa empresa média, para um ano, estamos a produzir um ficheiro com mais do que 5 GIGAS !!!!!, sendo que compactado, ultrapassa pouco os 100 Megas… não creio que o XML seja uma escolha adequada, pelo menos para grandes quantidades de informação.

    Talvez uma solução mista XML / Flat files, sendo que o XML apenas informe do formato dos flat files – os ficheiros que contêm a informação da empresa.

    E esta, heim ?!?

    (s.m.)

  5. Somos especializados na aplicação do SAFT-PT em softwares existentes.

    Aplicamos também em lojas virtuais , como OsCommerce , Vitua Mart … etc

Os comentários estão fechados.